18 de junho de 2010

4.º Capítulo

O Espírito do Senhor está sobre mim, porque me ungiu para anunciar a Boa-Nova aos pobres; enviou-me a proclamar a libertação aos cativos e, aos cegos, a recuperação da vista; a mandar em liberdade os oprimidos, a proclamar um ano favorável da parte do Senhor.

Tentado no deserto, Jesus responde com uma afirmação de obediência a Deus, à Sua Palavra e uma total confiança nas Suas promessas. 
Na sinagoga de Nazaré «abre-se a cortina» para que se inicie a missão de Jesus. As reacções são imediatas. 
Expulso de Nazaré, Jesus continua o seu caminho em Cafarnaum. As multidões procuravam-no.

4 comentários:

  1. carpe diem do 4º cap.: a sogra de Simão...

    ResponderEliminar
  2. Não entendi, Luísa :) (P. Sérgio)

    ResponderEliminar
  3. desculpe e desculpem o cifrado, esqueço-me que online é difícil descodificar a nossa cabeça. O que queria dizer é que hoje ao ler o 4º cap. o que mais me tocou foi uma linha em que Lucas fala da sogra de Simão, doente, visitada por J., curada por Ele e a descobrir que curada pode servir os outros.

    ResponderEliminar
  4. O Espírito fala mesmo (em) todas as línguas.

    ResponderEliminar

10 de Julho, venha lá!