8 de junho de 2010

Os atributos dos evangelistas




Gregório, o Grande (séc. VI), explica a comparação entre os quatro seres viventes e os quatro evangelistas:

«O início de cada livro do Evangelho é uma prova de que os quatro Viventes designam os santos evangelistas. Começando pela genealogia humana, Mateus tem o direito de ser representado pelo homem; começando por um grito no deserto, Marcos é, com justiça, simbolizado pelo leão; abrindo a sua narração com um sacrifício, Lucas é apresentado por um jovem touro; começando pela divindade do Verbo, João merece ser a águia, porque ele diz: ‘No princípio existia o Verbo; o Verbo estava em Deus; e o Verbo era Deus’ (João 1,1), e quando dirige o seu olhar para a essência da própria divindade, fixa o seu olhar bem longe como faz a águia».

Sem comentários:

Enviar um comentário

10 de Julho, venha lá!