3 de julho de 2010

Perguntas ao prof. João Alberto Correia (1)





O grupo de jovens «Raízes», responsável pela iniciativa «Sete horas a caminhar com São Lucas», pediu também ao Prof. Pe. João Alberto Correia (docente de Sagrada Escritura, na Universidade Católica - Centro Regional de Braga) que respondesse a três questões sobre a obra de Lucas.
Publicamente agradecemos ao prof. João Alberto a sua disponibilidade e a partilha do seu estudo e reflexão.

Grupo Raízes: Onde e quando foi escrito o Evangelho de São Lucas? Quem é Lucas? Qual é ou quais são os destinatários deste evangelho: Teófilo, uma comunidade concreta ou várias comunidades?

 Prof. João Alberto:
Não se sabe ao certo onde foi escrito o Evangelho de Lucas. As hipóteses colocadas pelos estudiosos são muitas: parece tratar-se de uma cidade helenística, seja da Grécia, seja de Alexandria ou de Cesareia Marítima. 

Lucas teria escrito na década de oitenta do primeiro século da era cristã.

Lucas é um cristão da segunda geração cristã (vem na sequência dos apóstolos), de cultura grega e procedência pagã. A tradição segundo a qual Lucas seria um dos 72 apóstolos (Lc 10, 1) é do século IV (Epifânio) e não encontra fundamento escriturístico.

Do ponto de vista literário, o destinatário do Terceiro Evangelho é Teófilo. Sabendo que Teófilo significa "amigo de Deus", a maior parte dos estudiosos é de opinião que não se trata de um personagem concreto, mas o protótipo de todos os crentes. A ser assim, o evangelho será dirigido a todos os cristãos (a universalidade da mensagem salvífica é uma das suas marcas), ainda que pudesse ter como destinatários imediatos os membros da comunidade cristã a que Lucas pertenceria. De uma coisa parece não haver dúvidas: Lucas pretende incluir nos seus destinatários cristãos de sensibilidade judaica e grega.

Sem comentários:

Enviar um comentário

10 de Julho, venha lá!